DOUTOR ESTRANHO | CRITICANDO

Cinema, Criticando| Visitas: : 954

Doutor Estranho (Doctor Strange), o último filme da Marvel Studios de 2016 finalmente foi ao ar, levando os fãs da Casa das Ideias a conhecer o universo místico da Marvel mais afundo do que em seus filmes anteriores que compõem o Universo Cinematográfico Marvel (Marvel UC, UCM ou MCU).

No segundo episódio do CRITICANDO comentamos o tão aguardado filme. Seus pontos fortes, pontos fracos, efeitos, atuações, fotografia e muito mais.

criticando-dr-estranho

No Criticando abordamos as críticas de maneira simples e descontraída, tanto em formato de vídeo, como em formato de áudio (como um podcast) para você poder ouvir quando quiser. Basta clicar no play. Assine também o nosso feed se você gosta de podcasts. Clique aqui para fazer o Download.

doutor estranho 30

doutor estranho 18

Quer saber se Doutor Estranho é realmente um bom filme? Se cumpre aqui o que prometeu em seus trailers? Simples. Assista ao Criticando e descubra:

Confira também o Trailer:

Sinopse:
Doutor Estranho segue a história do talentoso neurocirurgião Dr Stephen Strange que, após um trágico acidente de carro, precisa por seu ego de lado e aprender os segredos ocultos do mundo místico e das dimensões alternativas. Com residência no Greenwich Village, em Nova York, Doutor Estranho age como um intermediário entre o mundo real e o que se esconde além, usando uma vasta gama de habilidades metafísicas e artefatos para proteger o Universo Cinematográfico Marvel.

Com direção de Scott Derrickson, roteiro de Jon Spaihts e Scott Derrickson. No elenco: Benedict Cumberbatch, Chiwetel Ejiofor, Rachel McAdams, Benedict Wong, Mads Mikkelsen, Tilda Swinton, Michael Stuhlbarg, Benjamin Bratt, Scott Adking, Zara Phythian, Alaa Safi, Katrina Durden, Topo Wresniwiro, Umit Ulgen e Linda Louise Duan.

Veredito:

imperdivel

Gostou da crítica? Então baixe o episódio, compartilhe com seus amigos e não deixe de se inscrever em nosso canal do YouTube, curtir nossa página no Facebook, seguir a gente no Twitter. E, claro, deixar aquele joinha e comentar.

Compartilhe: