THE LEGEND OF ZELDA: BREATH OF THE WILD | QUICK MATCH

Quick Match| Visitas: : 382

O QUICK MATCH tá na área aqui no LEPOP  trazendo uma breve análise daquele game que já está entre nós há algum tempo, mas ainda é assunto nas conversas da galera que é fã, e para você que precisa de uma informação rápida sem muita enrolação este é o lugar certo. Curtiu? Então bora lá, porque hoje temos Zelda!

 

 Ficha técnica:

Título: The legend of Zelda: Breath of the wild

Lançamento:03/03/2017

Platarforma: Switch / Wii u

Desenvolvedora: Nintendo

Distribuidora: Nintendo

 

 

The Legend of Zelda sempre foi sinônimo de diversão com uma média de 30 horas, mas em Breath of the Wild espere gastar umas 110 horas para completar absolutamente tudo no mapa que é  gigante e sem sombras de duvidas muito bonito. Que put#% mapa né não? Montanhas para escalar, shrines para descobrir, inimigos para enfrentar (ou as vezes fugir), insetos para coletar, animais para caçar entre outras coisas. O ambiente é repleto de vida e todos os elementos são úteis, desde os sapos até as borboletas terão grandes utilidades aqui.

Trama

É o décimo nono título principal da série The Legend of Zelda. O enrendo do jogo segue Link, o protagonista amnésico que é despertado após um século por uma voz misteriosa que guia-o na luta contra Calamity Ganon.

 

 

O Jogo

O jogo em si é um convite para sair por ai explorando tudo no mapa e os shrines além de serem uma boa pedida para desafios, funcionam também como uma espécie de checkpoint. Os shrines são de certa forma uma garantia de que se por ventura algo der errado você consiga voltar a partir daquele ponto e sempre que acessar o mapa você poderá se teletransportar para esses locais.

Um outro ponto legal, é encontrar as torres que permitem acessar as informações do mapa além de oferecerem uma excelente vista lá do alto.

 

Um dos vários shrines que você encontra no game!

 

Que vista, não?!

 

E os comandos?

No novo Zelda os comandos são bem simples e permanecem os mesmos tanto no Joy con quanto no pro controller, logo você entenderá que não é preciso muito para aprender a jogar o game, a Nintendo facilitou muito a nossa vida!

Os combates em Zelda Breath of the Wild são intensos, o game sempre te dá inúmeras possibilidades de ação, mas em alguns momentos ele privilegiará a estratégia. A questão aqui é entender qual a melhor forma de derrotar um determinado inimigo e saber gerenciar seus recursos sem desperdiça-los e é bom já deixar avisado que que espadas, escudos e até arcos quebram com o uso contínuo.

Voltando no combate serão importantes dominar as técnicas de esquiva  (dodge) que podem permitir o flurry rush (sequências de golpes rápidos), a  parry (counter com o escudo) também pode ser uma boa pedida contra determinados inimigos. Ah e já tava me esquecendo, preparem-se vocês vão morrer e muito (Me lembrou do walkthrough de Nioh) o que é normal e faz parte do jogo.

 

 

Fala mais aí dos gráficos!

É difícil dizer que os fãs das antigas não vão se emocionar em rever um clássico, ainda mais quando ele revela gráficos muito bem trabalhados. O novo Zelda deve agradar até mesmo quem não é fã do game, além de ter uma jogabilidade bem tranquila, os gráficos tornam as coisas ainda melhores e quem estiver jogando não verá se quer a hora passar.

Só abrindo um parenteses, a versão do wii u sofre com uma taxa de quadros mais instável que a versão do switch para ser mais preciso isso acontece nos momentos de combate com muitos inimigos ou nas vilas, outro fator que chama a atenção é que mesmo estando em uma resolução menor seja na tv ou no gamepad isso não deve atrapalhar quem estiver jogando  ou tirar a beleza do jogo.  Realmente, o game está muito bem feito!!!

 

 

Concluindo

O novo Zelda está lindo e você terá muito o que fazer durante o game, até porque ele permite e dá muita liberdade para isso. Quem nunca jogou  algum game da franquia essa é a oportunidade certa de jogar e porque não conhecer os demais em outro momento. Já para quem é fã nem preciso dizer, é diversão garantida na certa.

The legend of Zelda: Breath of the wild já está disponível para Switch e wii u.

Pontos fortes

  • Boa liberdade
  • O game está muito bonito
  • Grande variedade de armas

Pontos fracos

  • Há pequenos slowdowns em ambas versões

 

 

Não deixe de acompanhar as próximas análises do QUICK MATCH aqui no LE|POP.

Gostou? Então compartilhe com seus amigos e não deixe de se inscrever em nosso canal do YouTube, curtir nossa página no Facebook, seguir a gente no Twitter. E, claro, deixar aquele joinha e comentar.

Até o próximo QUICK MATCH.

Compartilhe: