RESIDENT EVIL VENDETTA | CRÍTICA

Cinema, Variedades| Visitas: : 338

Quando foi criado por Shinji Mikami em 1996, Resident Evil se tornou uma das maiores referências do gênero survival horror, alguns anos depois o game incluiu o gênero ação, o que não agradou muito boa parte dos fãs. Agora, mais recentemente, Resident Evil VII resgatou um pouco daquela tensão que vivemos lá atrás no primeiro game. O resultado não podia ser diferente  e o game caiu nas graças do público novamente.

Já nos cinemas, Resident Evil fica naquele meio termo enquanto agrada alguns, outros torcem o nariz. Com o lançamento de Resident Evil Vendetta ou Resident Evil Vingança (título em português) as produtoras fazem uma nova aposta, mas será que o filme agradou?  Confere aí!

 

Resident-Evil-Vendetta-Maos-LEPOP

 

FILME

Resident Evil Vendetta faz muitas referências aos jogos da série, é meio que obrigatório você pelo menos ter jogado alguma coisa e conhecer um pouco da história já que alguns elementos presentes no filme possuem ligações com os games. Mas vamos lá, é quase que impossível nessa altura do campeonato alguém que está assistindo ao filme não conhecer nada  a respeito…

Não quer dizer que por haver muitas referências aos jogos da franquia o filme se saiu bem, pelo contrário R.E. Vendetta traz o clichê que estamos acostumados: o vilão, que por algum motivo quer  ferrar com tudo, o tradicional vírus, os zumbis e os mocinhos que aqui estão no nível de habilidade de Albert Wesker em Resident Evil 5 ou quase isso. Assistindo ao filme pensei comigo mesmo, “Ah se esses caras fossem assim lá nos primeiros jogos…” Para quem acompanha sabe muito bem como eram RE, RE2 e RE3, ou seja, não tínhamos um Chris ou Leon extremamente habilidosos e que saiam de moto por aí matando Tyrant ou outro monstro qualquer.

 

Resident-Evil-Vendetta-Albert-LEPOP

Albert Wesker em Resident Evil 5

 

Basicamente temos um filme dividido em duas partes, uma  é voltada mais para o terror e a segunda mais para a ação. A meu ver poderiam ter economizado na ação e dado mais foco ao terror, já que os principais games da série possuem essa formula.

 

Resident-Evil-Vendetta-Zumbis-LEPOP

Corre!!!

 

E O ELEMENTO “AÇÃO” SERIA OU NÃO UMA BOA?

Sim, mas em doses certas. Os personagens fazem coisas desnecessárias só para dar uma valorizada em determinadas cenas, estas ao invés de se tornarem memoráveis acabam virando cenas comicas. Ainda bato nesta tecla: com tantas habilidades que talvez um humano normal se quer faria, a galera quase que deixou Chris e Leon parecidos com Wesker, só faltando aquela agilidade toda para se movimentar no cenário.

 

Resident-Evil-Vendetta-Chris-Leon-LEPOP

 

PERSONAGENS

Quem são os principais personagens do filme e quais são suas funções na trama? Logo abaixo colocamos uma breve descrição sobre cada um deles:

 

Resident-Evil-Vendetta-Chris-Rebecca-Leon-LEPOP

 

Rebecca Chambers:  trabalha no Instituto Alexander de Biotecnologia e está focada em desenvolver uma cura paro o vírus. Com uma personalidade bem tranquila e racional busca propor um certo equilíbrio entre Chris e Leon que possuem pequenas divergências.

Chris Redfield:  Ainda sofre com as baixas de seu esquadrão provocadas pelo inimigo da vez, o que antes era uma missão pode se tornar algo pessoal.

Esse cara muda constantemente de rosto, tanto que se compararmos o Chris de RE5 com o de RE6 vemos pequenas diferenças de um para o outro, já comparando o Chris de RE Vendetta com suas duas versões anteriores podemos notar muitas mudanças no personagem  e até que saia a DLC Not a Hero  de RE7 com os devidos esclarecimentos, temos mais uma versão de Chris.

Abrindo um parenteses aqui, há vários rumores, teorias mas nada oficial na internet, envolvendo nosso querido personagem. A título de curiosidade vale a pena conferir, quem sabe essas variações de Chris Redfield não sejam propositais, né?

Abaixo temos um exemplo dessas “ variações” de Chris desde RE5, incluindo o filme até RE7:

 

Resident-Evil-Vendetta-Chris-Comparativo-LEPOP

Canto superior esquerdo Chris de RE 7, abaixo temos Chris de RE Vendetta, ao lado Chris de RE 5 e no canto superior da direita, o Chris de RE 6

 

Leon S. Kennedy:  O cara tá de férias e do nada é chamado para ir ao trabalho. É visível aqui que Leon carrega um peso nas costas e está tentando fugir da realidade. E por falar no Leon, ele até que não mudou muito, mas se compararmos o personagem de RE Vendetta com o de RE4 aí a coisa muda de figura, no restante prefiro pensar que o cara envelheceu mesmo e se há “teorias da conspiração “ envolvendo Leon, já não sei dizer, mas… se procurar acha.

Se liga na comparação entre o Leon de RE4, RE6 e RE Vendetta:

 

Resident-Evil-Vendetta-Leon-Comparativo-LEPOP

Da esquerda para a direita, Leon RE 4, ao lado a versão do personagem em RE 6 e por fim Leon de RE Vendetta

 

VEREDITO

RE Vendetta pode até não ser tão bom assim, mas também não é um filme ruim, peca por alguns exageros nas cenas de ação e acredito que isso poderia ter sido melhor administrado , talvez se tivessem trazido o filme um pouco mais para perto da nossa realidade com aquele toque de terror dos games do inicio da série, teríamos um produto final melhor.  No restante, o filme em si é divertido e entretêm, deve agradar boa parte dos fãs.

 

 

FICHA TÉCNICA

Título: Resident Evil Vendetta

Data de lançamento: 27 de Maio de 2017

Direção: Takanori Tsujimoto

Roteiro: Makoto Fukami

Distribuição: Kadokawa Shoten / Sony Pictures Entertainment

Musica: Kenji Kawai

Elenco: Mattew Mercer (Leon S. Kennedy), Kervin Dorman (Chris Redfield), Erin Cahill (Rebecca Chambers), Karl Wahlgren (Nadia), John Demita (Glenn Arias), Cristina Vee (Maria Gomez), Fred Tatasciore (Diego Domez), Arnie Pantoja (Damian), Arif S. Kinchen (D.C)

 

Como sempre enfatizamos: No final das contas, indiferente de críticas e de críticos, o que realmente importa é se VOCÊ gostou ou não do filme.

Gostou da crítica? Então compartilhe com seus amigos e não deixe de se inscrever em nosso canal do YouTube, curtir nossa página no Facebook, seguir a gente no Twitter. E, claro, deixar aquele joinha e comentar.

Aproveite também pra ler outras das nossas críticas.

Compartilhe: