ARTES MARCIAIS | LEPOPCAST 34

Lepopcast, Variedades| Visitas: : 339

LEPOPCAST 34 - ARTES MARCIAIS - lepop

LEPOPCAST no ar! Hoje desbravando o universo das ARTES MARCIAIS, o que particularmente para nós não só tem um grande valor, como também é uma atividade bastante presente.

Para comentarmos sobre as ARTES MARCIAIS fizemos questão de trazer para o bate papo nosso amigo ANDERSON SOUZA, que além de apaixonado por ARTES MARCIAIS, também é praticante de Jiu-jitsu e profissional da área da Educação Física.

Nesse LEPOPCAST sobre ARTES MARCIAIS vamos comentar um pouco do nosso Background nas lutas, curiosidades, mestres picaretas, treinamento, metodologias, atletas e muito mais. Então pegue o seu Kimono, aperte a faixa, suba no tatame, cumprimente seu mestre, coloque os fones de ouvido e acompanhe mais esse LEPOPCAST sobre o mundo das ARTES MARCIAIS.

LEPOPCAST34-ARTES-MARCIAIS-lepop

Fica aqui registrado nos agradecimento ao Anderson Souza pela participação.

Se você não conhece o trabalho da Associação Lutar Pelo Futuro, aproveite e clique aqui para conhecer.

 

BAIXE O EPISÓDIO PRA OUVIR AONDE, QUANDO E QUANTAS VEZES QUISER.

Gosta dos nossos podcasts? Então bora lá conhecer mais:

Apresentação: LLeo Favaretto, Carlo Barbagalo

Assine o nosso Feed: Feeds.Feedburner.com/Lepop

Também nos encontra pelos Agregadores de Podcast:  YouTUNER | Ouvindo Podcast | iTunes

LEPOPCAST integra o Esquadrão Podcasts

Ouça mais episódios do LEPOPCAST

Siga o LE|POP nas redes sociais: Facebook | Twitter | YouTube

O LEPOPCAST vai ao ar às terças-feiras, 19 horas.

CREDITS
All musics contained in this podcast episode are licensed under Creative Commons Attribution License and/or are Royalty Free Musics, or Public Domain Musics.

Royalty Free Musics and Public Domain Musics by:
https://freepd.com/
http://danosongs.com/
http://incompetech.com/
http://audionautix.com/
http://www.bensound.com/
http://www.freesfx.co.uk
http://mcs.franknora.com/
http://www.freemusicpublicdomain.com
http://audiomicro.com/royalty-free-music
https://www.youtube.com/user/AudioLibraryEN

 

Creative Commons Musics by:
http://freemusicarchive.org

Creative Commons Music – Ending Theme by:

Island by MBB (Royalty Free Music)
Title: Island
Artist: MBB
Genre: Dance & Electronic
Mood: Bright
Download: https://goo.gl/7JUMdN

Licence:
You’re free to use this song in any of your videos, but you must include the following in your video description (Copy & Paste):

Island by MBB https://soundcloud.com/mbbofficial
Creative Commons — Attribution-ShareAlike 3.0 Unported— CC BY-SA 3.0
https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/
Music promoted by Audio Library https://youtu.be/6by8zhaG04Y

Extracted Audio Files:
https://www.youtube.com/

SFX:
http://freesound.org/browse/
http://boodahjoomusic.com/blog/adobe-auditions-elusive-loopology-content/

 

Fair Use:
“Copyright Disclaimer Under Section 107 of the Copyright Act 1976, allowance is made for “fair use” for purposes such as criticism, comment, news reporting, teaching, scholarship, and research. Fair use is a use permitted by copyright statute that might otherwise be infringing. Non-profit, educational or personal use tips the balance in favor of fair use. No copyright infringement intended.”

LE|POP must state that in NO way, shape or form this web site intending to infringe rights of the copyright holder. Content used is strictly for research/reviewing purposes and to help educate. All under the Fair Use law.
LE|POP Not Own Anything. All the Rights in This Content Belong to Their Respective Owner/s.

NÃO SABE O QUE É 'PODCAST'? ENTÃO CLIQUE AQUI

 

LEPOPCAST é o Podcast semanal do LEPOP, e vai ao ar toda terça-feira às 19h, sempre com um tema ligado à cultura pop, ou com entrevistas das mais diversas. Sempre levando informação, entretenimento e diversão ao seu dia.

Assine o nosso FEED para receber as notificações de novos episódios do LEPOPCAST e fazer o download gratuito dos nossos podcasts e escutá-los onde e quantas vezes quiser. No trânsito, na esteira, no avião; pelo PCTablet ou Smartphone.

E você? O que achou desse Podcast sobre ARTES MARCIAIS? Deixe aí nos comentários pra gente saber. Conta aí.

Gostou? Então baixe o episódio, avalie a gente no iTunes, compartilhe com seus amigos e não deixe de se inscrever em nosso canal do YouTube, curtir nossa página no Facebook, seguir a gente no Twitter. E, claro, deixar aquele joinha e comentar.

Compartilhe:
  • Fernando Ribeiro

    Gostei do episódio com o Anderson, mas vc acabou errando o nome dá nossa arte marcial…
    Nós lutamos Morganti Ju Jitsu …

    • Lepopblog

      Porra… Verdade!
      Agora que fomos reparar por aqui, Fernando.

      Obrigado pelo comentário.

  • King Kong Fu

    vai soar terrível isso que eu vou falar, mas quanto ao aspecto de filosofia, em que faixa eu aprendo os pré-socráticos?
    disciplina? ok, isso é parte do escopo, de resto é ridículo o cara querer que o instrutor ou sensei faça o papel de pai e lhe de a moralidade e cívica que cabe a família, inclusive existe toda uma discussão entre pedagogos e outros cientistas da educação sobre como esse pensamento acaba dando resultados opostos ao desejado.
    você entraria em uma aula de tiro para virar uma pessoa melhor na sociedade? Da mesma forma AM tem uma função especifica, mesmo no gendan budo do seculo 20 que tem um aspecto mais “didático” os grandes professores estipulavam um limite bem claro:
    “lute agora, pensamos nas conseguencias depois” Funakoshi
    “nunca lute, mas se lutar destrua o oponente” Uchijima
    ou do lado do tao:
    “mesmo os que procuram briga na rua tem um local no desenvolvimento técnico da arte” Leung Ting (atribuída a Ip Ma)
    Diabos, até O Sensei Ueshiba nos bons tempos defendia sair distribuindo bolacha, tal qual mestre Helio e mestre Valdemar Santana, desconfio de qualquer um que venha com conversa “Sr Myague”.

    • Lepopblog

      Fala aí, mano!
      Bem vindo ao LE|POP.
      Obrigado pelo comentário.

      Quanto aos aspectos abordados por nós nesse episódio creio que esteja se confundindo com o que foi dito.

      1 – Em momento algum defendemos que o mestre deva se sobrepor à família ou mesmo substituí-la no aspecto de educar. Ao mestre cabe apenas lecionar sobre a arte marcial a qual lhe foi solicitado. Contudo, não é segredo a ninguém que antigamente os mestres tinham um papel complementar na educação, especialmente na China e criavam, sim, por consequência, uma segunda figura paterna aos seus discípulos. Os próprios filmes clássicos de Kung-Fu relatam isso e foram os responsáveis por trazer ao ocidente o conhecimento desse aspecto da cultura oriental;

      1.1 – Isso não descaracteriza o papel da família na formação do indivíduo, mas demonstra que um mestre muitas vezes era procurado para auxiliar a família no ensino de disiciplina dos filhos;

      2 – Se por “disciplina” você não entende obediência às regras, aos preceitos, boa conduta, submissão e/ou respeito a um conjunto de regulamentos… Então temos um problema de semântica. Pois é exatamente nesse ponto que enfatizamos boa parte da conversa. Sem mencionar que sim, você está literalmente aprendendo a SER uma arma quando pratica alguma Arte Marcial. O contexto da nossa conversa é demonstrar que é preciso se ter cuidado com o conhecimento adiquirido pois você pode incapacitar temporária ou permanentemente alguém ou até matar. Exemplos disso foram citados ao longo do podcast. E sim, é justamente por conhecer essa diferença que se cresce como indivíduo – o que responde a sua pergunta sobre aula de tiro;

      3 – Há uma diferença semântica entre o real sentido das citações que você compartilhou e o sentido que você atribui às mesmas. Todas as citações têm como foco a DEFESA, não o ataque a inocentes ou autoafirmação. Inclusive a frase de Leung Ting deixa isso bem claro, pois aquele que vai aprender a se defender o fará para o dia a dia, na rua “onde não existe árbitro” onde não há regras, o que implica diretamente no desenvolvimento técnico de quem aprende uma determinada arte marcial;

      4 – Há uma diferença abissal entre estar preparado para lidar com uma situação de risco, em que se precise utilizar o conhecimento marcial para se defender ou algum ente querido e “sair distribuindo bolacha”. No primeiro caso o conhecimento do lutador é solicitado e necessário, no segundo é uma tentativa de convencer a si mesmo de que é capaz de bater em alguém;

      5 – No mais, não há um discurso “Myaguista” no episódio, ou no que particularmente defendemos. Apenas enfatizamos que a arte marcial vai muito além do que apenas bater, mas que também auxilia – e muito – no desenvolvimento pessoal. Um grande exemplo disso é o caso do DK Yoo que foi aprender artes marciais pra poder voltar a ter o controle sobre suas funções motoras após uma cirurgia cerebral que teve de fazer quando ainda criança. Ele comenta sobre isso numa entrevista que deu no seu Tour pela Europa. O título do vídeo no YouTube é “DK Yoo – Pros And Cons Of WING CHUN And European Tour”;

      6 – Nós defendemos que qualquer indivíduo possa praticar qualquer arte marcial que julgar mais interessante/efetiva. Sob qualquer aspécto, contudo isto não quer dizer que as ações do indivíduo estejam livres de críticas ao utilizar da arte marcial para infringir os ensinamentos recebidos ou mesmo utilizar tais conhecimentos para infligir dor a outros indivíduos por mero prazer.

      Esses são os pontos que defendemos no episódio em questão e não que alguém não possa usar o conhecimento das artes marciais. Ora, um nadador não é um nadador se não souber nadar, um bodybuilder não é um bodybuilder se não souber como moldar sua massa muscular, um volocista não é um velocista se não souber como usar a aerodinâmica e a explosão muscular a seu favor para ganhar mais velocidade durante a corrida. Da mesma forma um lutador não é um lutador se não souber lutar.

      Acredito que agora ficou mais claro o que abordamos no episódio.