Le|Pop
AS-PRIMEIRAS-FERIAS-NAO-SE-ESQUECE-JAMAIS-CRITICA-BANNER-LEPOP

AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS! | CRÍTICA

Marion e Ben são dois parisienses que se conheceram no Tinder. E esta é a única coisa que eles têm em comum. Marion é uma desenhista de HQs, que mora praticamente em comunidade com outros dois amigos, formando um trio que vive a vida como se fosse o último momento. Ben, por outro lado, é um empresário hipocondríaco, viciado em controle que gosta de desfrutar o melhor da vida. Após um encontro, Marion e Ben se apaixonam e decidem passar as férias juntos na Bulgária. No entanto, as coisas não vão como planejado nem pra um, nem para o outro. É a partir daí que o casal de pombinhos começa a perceber o peso das diferenças entre eles, levando-os a considerar se vale mesmo a pena ficarem juntos com criações e modelos de vida tão distintos. Este é o Plot de AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS!, Comédia Romântica francesa estrelada por Jonathan Cohen e Camille Chamoux, dirigida por Patrick Cassir. Distribuída pela A2 Filmes, que estreou dia 12 de março nos cinemas brasileiros.

AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS! é uma comédia leve e despretensiosa sobre amar apesar das diferenças e de como muitas vezes os opostos se atraem. Nesse ponto, o roteiro de Camille Chamoux (que também interpreta Marion) em parceria com o diretor Patrick Cassir é muito certeiro. Ambos constroem muito bem a estrutura dos conflitos entre os protagonistas e exploram de maneira bastante divertida os pontos de vistas, as crenças, qualidades e defeitos de cada um, guiando o espectador por uma viagem de descobertas nas divergências. E isto se dá por que os roteiristas trabalharam muito bem um fator, Oposição Temática.

Nesta crítica vamos abordar os pontos altos e baixos de AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS! e discorrer como o bom uso da Oposição Temática pode cativar o público e auxiliar a entregar uma boa história.

Como de costume, o texto a seguir não contém quantidade significativa de spoilers.

AS-PRIMEIRAS-FERIAS-NAO-SE-ESQUECE-JAMAIS-CRITICA-POSTER-LEPOP

-É SEU PRIMEIRO ENCONTRO DO TINDER?
-E VOCÊ? É SEU PRIMEIRO… NÃO, NÃO DEVE SER.

Curiosamente, esta deve ser uma de nossas menores críticas, justamente porque há pouco o que analisar sobre AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS!. Curiosamente, em nossa última crítica publicada aqui no site também falamos sobre a importância da Oposição Temática. Então, se quiser entender mais a respeito do assunto, basta clicar aqui para ler a crítica. No entanto, em nossa última crítica explicamos a importância desse recurso em filmes de heróis. Contudo, este é um recurso universal na linguagem cinematográfica e cabe a qualquer gênero e/ou subgênero do cinema. Afinal, toda boa história precisa de Intenção e Obstáculo, em outras palavras, Conflito.

 Quando falamos de Oposição Temática, e aqui sendo bem direto ao ponto, estamos falando de quais valores guiam os personagens que protagonizam a história. Sendo mais específico, quais valores os fazem divergir, colidir, entrar em conflito. No caso, aplicando o conceito de Intenção e Obstáculo, a intenção de Ben e Marion é permanecerem juntos pelo resto da vida. Já o obstáculo é a imensa quantidade de diferenças entre os protagonistas.

Enquanto Ben é um sujeito que guia sua vida de modo regrado, cauteloso; Marion é atirada é atrevida. Enquanto Marion aprecia a subjetividade das coisas; Ben se foca no que é objetivo. Ben mora com a mãe idosa para cuidar dela; Marion divide um apartamento com dois amigos, Fleur (Camille Cottin) e Romain (Jérémie Elkaïm), que são basicamente “espíritos livres” como ela. Pra se ter ideia, os três dividem a mesma banheira de banho, ao mesmo tempo. Ben é um cara que gosta do bom e do melhor; Marion é do tipo que se satisfaz com pouco, desde que esteja bem acompanhada. Marion ainda é aventureira, desbravadora; Ben além de tímido, prefere o conforto e segurança de um bom quarto de hotel. E as diferenças continuam.

Conforme a trama avança, mais e mais diferenças vão se enfileirando e maior é a tensão que vai se formando tanto entre Ben e Marion, quanto na cabeça do espectador que tenta imaginar como ambos vão reagir quando explodirem. E este, prezado leitor, é o ponto alto de uma Oposição Temática bem estruturada. Ela não só expande multilateralmente as diferenças entre os protagonistas, com também faz o público se interessar em ver como esse amontoado de conflitos vai se resolver.

AS-PRIMEIRAS-FERIAS-NAO-SE-ESQUECE-JAMAIS-CRITICA-BEN-MARION-LEPOP

-TÁ CHORANDO?
-NÃO!
-VOCÊ GOZA QUE NEM MUDO?

Outro ponto a se destacar sobre o roteiro de AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS! é a forma inteligente que ele distribui a Oposição Temática ao longo da película.

Muito embora as diferenças entre Marion e Ben cresçam a cada avanço narrativo, há trechos de calmaria momentânea, onde o casal pensa que as discussões, os desarranjos finalmente vão acabar. São momentos de trégua as vezes curtos, as vezes médios, que servem para fazer a audiência sentir que eles se amam e que estão dispostos a superar as diferenças e seguir em frente, juntos. Mas de contrapartida, essas tréguas são meticulosamente pensadas para criar ainda mais tensão entre os amantes, como se no fundo não houvesse “perdão”, mas uma contabilização de mancadas da parte dos dois, construindo o clímax para o Terceiro Ato, para elevar a tensão e a discordância ao ponto em que se torna insustentável a convivência.

Verdade seja dita, na metade do Segundo Ato o roteiro perde a mão e a trama fica arrastada, a leveza do desenrolar dos fatos simplesmente some, permanecendo assim até o início do Terceiro Ato.

AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS! ainda tem outro problema: os momentos cômicos estão todos com Ben. Embora o filme se proponha a fazer Marion e Ben calçarem os sapatos um do outro e perceberem a vida sob outra perspectiva, não há balanço entre quem passa pelas enrascadas. É necessariamente Ben quem serve de picadeiro para as trapalhadas que acontecem ao longo de AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS!. Marion, por sua vez, é geralmente destacada por situações tristes, ou situações em que Ben vai criar alguma confusão.

Para ser honesto, há uma cena em que o roteiro permite à Marion uma pequena trapalhada. Mas uma, e só uma.

Ainda assim, mesmo com esses problemas, AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS! é uma boa opção para quem gosta de Comédias Românticas, ou mesmo pra quem quer variar um pouco a onda de Blockbusters e se permitir outras formas de narrativa.

AS-PRIMEIRAS-FERIAS-NAO-SE-ESQUECE-JAMAIS-CRITICA-MARION-BEN-LEPOP

VEREDITO

Divertida, leve, dinâmica, com certo grau de desbalanceamento entre as trapalhadas que acontecem com os protagonistas, mas muito bem estruturada na maneira como estabelece Conflitos, AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS! é uma Comédia Romântica que aborda a convivência e o amor apesar das diferenças.

Com uma história que começa boba, mas se demonstra cativante conforme o caminhar dos eventos, AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS! é um filme que pode agradar aos fãs do gênero e arrancar gargalhadas.

AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS! já está em exibição nos cinemas brasileiros.

Veredito 4 - BOM

FICHA TÉCNICA

Título Original: Premières Vacances
Lançamento: 12 de março de 2020
Distribuição: A2 Filmes
Direção: Patrick Cassir
Roteiro: Camille Chamoux, Patrick Cassir
Trilha Sonora: Alexandre Lier, Sylvain Ohrel, Nicolas Weil
Edição: Stephan Couturier
Cinematografia: Yannick Ressigeac

Elenco: Jonathan Cohen, Camille Chamoux, Camille Cottin, Jérémie Elkaïm, Vincent Dedienne, Dominique Valadié, Svetlana Gergova, Bar Levy, Sagi Halperin, Aleksandar Aleksiev, Jean-Charles Clichet, Zoé Bruneau, Émilie Caen, Caroline Anglade, Ivan Tsvetkov, Audor Arizmendi Emma, Ivan Mihailov, Jean-Baptiste Puech, Ellora Torchia, Anne Agbadou-Masson, Kait Tenison, Julian Vergov, Benjamin Gauthier, Maceo Hromas, Valentin Vignolles, Harry Anichkin

Trailer:

As Primeiras Férias Não Se Esquece Jamais! - Trailer

Como sempre enfatizamos: No final das contas, indiferente de críticas e de críticos, o que realmente importa é se VOCÊ gostou ou não do filme. Então, conta pra gente o que você achou nos comentários.

E aí, curtiu? Então compartilhe com geral e mostre o LEPOP pra mais gente.

Se você é novo(a) por aqui, aproveite pra conhecer mais do LEPOP:
Gosta de Contos e Literatura? Então conheça o CRONICANDO
Gosta de Games? Então dê uma conferida no LEPOPGAMES e no QUICK MATCH
Gosta de Podcast? Então ouça o LEPOPCAST.
Gosta de Action Figures? Então acompanhe o LEPOP ACTION REVIEW.

Se depois de tudo isso você viu que vale a pena acompanhar o nosso trabalho, se inscreve lá no nosso canal do YouTube, dá uma curtida na nossa página no Facebook, segue a gente no Instagram e no Twitter. Assim você fica por dentro de todas as novidades daqui do LEPOP. E pra não perder nenhuma notificação você pode entrar no nosso canal no Telegram.

E já que você gosta de cinema:

Aproveite também pra ler outras das nossas críticas.


Luiz Leonardo Favaretto

Formado em Gestão em TI, apaixonado por bodybuilding, cultura pop e economia. Gosta de escrever sobre os mais variados temas. Tem planos de lançar uma saga medieval que já vem escrevendo há algum tempo, enquanto se diverte tecendo contos de ação, suspense e terror. Adora podcasts, cinema e vê no mundo das histórias uma das mais fantásticas formas de expressar toda a criatividade humana.