Le|Pop
DICIONARIO-DE-GIRIAS-DO-MERCADO-DE-CRIPTOMOEDAS-BANER-lepop

DICIONÁRIO DE GÍRIAS DO MERCADO DE CRIPTOMOEDAS

Que o LEPOP está sempre um passo a frente quando o assunto é difundir conhecimento das mais variadas áreas você já está careca de saber, mas mesmo assim deve estar se perguntando o motivo deste texto. E a resposta é muito simples: A partir de hoje, às 19 horas, no LEPOPCAST, daremos início a uma série de entrevistas mensais abordando TUDO o que você precisa saber sobre CRIPTOMOEDAS, e de quebra ainda disponibilizamos um DICIONÁRIO DE GÍRIAS DO MERCADO DE CRIPTOMOEDAS.

Reunimos um time de peso para a nossa série LEPOPCAST CRIPTOMOEDAS: Economistas, estudiosos, especialistas, investidores, criptoanarquistas, endorsers, desenvolvedores, empresários, e vamos abordar os mais variados temas dentro do assunto. Desde conceitos básicos, novas e promissoras criptos e suas tecnologias, investimento e até empreendedorismo utilizando criptomoedas.

DICIONÁRIO DE GÍRIAS DO MERCADO DE CRIPTOMOEDAS não apenas vai esclarecer terminologias como também te fará entender algumas das estratégias de investimento.

Quer saber mais sobre CRIPTOMOEDAS? Então acompanhe a nossa série LEPOPCAST CRIPTOMOEDAS, que começa hoje, 19 horas.

DICIONARIO-DE-GIRIAS-DO-MERCADO-DE-CRIPTOMOEDAS-GRAFICO-lepop

DICIONÁRIO DE GÍRIAS DO MERCADO DE CRIPTOMOEDAS

ALFAÇAR: vender as criptos em épocas de baixa – os chamados “alfaceiros” normalmente compram na alta e vendem na baixa (parece piada, mas não é);

ATH: o preço máximo que uma determinada cripto já atingiu;

BEARISH: expectativa de que uma cripto vai desvalorizar;

BLOCKCHAIN: uma base de dados pública que todos podem acessar e ler, mas que só pode ser atualizada por quem tem acesso (donos) aos dados; essa base de dados é copiada por milhões de computadores (nodes) ao redor do globo;

BULLISH: expectativa de que uma cripto vai valorizar;

BUMP: quando uma cripto tem uma alta muito significativa;

COLD STORAGE: movimentação de criptomoedas offline, ou seja, armazenar as criptos em carteiras de papel;

DUMP: quando uma cripto tem uma queda muito significativa;

ESCROW: alguém de extrema confiança que pode intermediar uma negociação P2P;

FEES: taxas de transação;

FIAT: moeda fiduciária, moeda de curso forçado como Dólar, Euro, Real… Moedas sob controle de governos, bancos e bancos centrais;

FOMO: medo de perder seus ganhos;

HODL: hold on (for) dear life – se manter firme sem vender suas criptos em tempos de baixa;

ICO: oferta inicial de uma cripto, como se fosse uma espécie de vaquinha bem no começo da criptomoeda, quando esta não tem valor significativo no mercado;

MARKETCAP: quantidade de criptomoeda circulante X preço da cripto;

MOONING: quando o preço sobe MUITO rápido;

PUMP: tentativa de empurrar alguma(s) cripto(s) para os leigos a fim de fazê-la(s) valorizar mais rápido;

ROI: o retorno que se tem baseado no quanto você investiu;

SEED: normalmente uma frase feita de 12 palavras, em inglês, que são usadas pra recuperar sua carteira com todas as suas criptos caso necessário;

WALL: grande ordem de venda num certo preço que impede a cripto de subir por um tempo;

WHALE (Baleia): quem detém enorme quantidade de criptomoedas.

DICIONARIO-DE-GIRIAS-DO-MERCADO-DE-CRIPTOMOEDAS-BITCOIN-LOGO-lepop

Quer aprender ainda mais sobre o Mercado de Criptomoedas? Então não deixe de acompanhar nossa série LEPOPCAST CRIPTOMOEDAS, aqui no LE|POP.

Agradecimento especial ao Haram Lobo pela ajuda com as terminologias.

Gostou? Então compartilhe com seus amigos e não deixe de se inscrever em nosso canal do YouTube, curtir nossa página no Facebook, seguir a gente no Instagram, no Twitter. E, claro, deixar aquele joinha e comentar.


Luiz Leonardo Favaretto

Formado em Gestão em TI, apaixonado por bodybuilding, cultura pop e economia. Gosta de escrever sobre os mais variados temas. Tem planos de lançar uma saga medieval que já vem escrevendo há algum tempo, enquanto se diverte tecendo contos de ação, suspense e terror. Adora podcasts, cinema e vê no mundo das histórias uma das mais fantásticas formas de expressar toda a criatividade humana.